quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Artes marciais espantam o estresse e a tensão do dia a dia



O treino equivale ao cultivo e aperfeiçoamento da consciência corporal

Por Especialistas



Um bom programa de treinamento desperta a inteligência corporal através de exercícios e técnicas que se ajustam aos movimentos instintivos do corpo. E, no caso das artes marciais, até os reflexos automáticos passam por um "upgrade".

Muitos atletas atingem uma barreira de exaustão durante suas práticas. Uma vez transposto seu limite físico, eles adquirem novo vigor. Nessas atividades onde o foco e a concentração decidem resultados, o subconsciente assume o comando, favorecendo o desempenho. Essa integração corpo-mente na prática dos esportes indica um estado de liberdade entre ação e pensamento denominado "Fluxo".

Porém, observe os movimentos espontâneos de um bebê: ele se articula por inteiro e pode chorar por horas sem se fadigar. Essa descontração, quando aplicada aos movimentos das artes marciais, reativa o sistema natural de proteção do organismo, programado ao longo de milhares de anos para sobreviver com economia de energia e máximo de eficiência.


Assim, experimente estimular primeiro a circulação sanguínea, na fase do aquecimentocom exercícios funcionais. Em seguida, pratique os golpes da sua modalidade marcial evitando o esforço isolado. Use o poder do seu "core" e prefira aplicar as técnicas aproveitando o torque nas alavancas dos membros, sempre a partir do seu centro de gravidade e sem excesso de força. Ao final de cada sessão, alongue a coluna e as principais articulações e seu pronto: seu corpo estará tonificado, alerta e energizado!

Ao conquistar essa autonomia motora, tanto a capacidade marcial quanto intelectual do praticante, também se ampliam no processo, uma vez que o corpo erradicou o elemento que o mantinha tenso e limitava suas habilidades. É o estresse que bloqueia seu potencial e o torna vulnerável. Logo, o estresse será o primeiro oponente a ser vencido nas artes marciais.



Fonte: Yahoo minha vida


MMA ajuda a desenvolver o corpo e a mente

Aula queima até 1000 calorias, melhora o condicionamento físico e ensina técnicas de defesa pessoal

Por Camila Michel




Quem assiste uma luta profissional de MMA (sigla de Mixed Martial Arts, em inglês) se impressiona com a força dos golpes e com a agilidade dos atletas, e muita gente pensa que treinar a modalidade é para poucos. Porém, os treinos de MMA são relaxantes, trabalham o corpo e a mente e podem fazer milagres pelo seu corpo.

"Os treinos de MMA devem respeitar os limites de cada um. É importante frisar que ele é um mix de diversas artes marciais, como o jiu-jitsu e o muay thai. O objetivo central dos treinos é melhorar o condicionamento físico do aluno, ensinar técnicas de defesa pessoal e ainda contribuir para a tonificação dos músculos", explica o professor da academia Guri Jiu-Jitsu JJ, Uelber Soares.

Mas, se você está imaginando uma academia lotada, com o som alto e muita briga, pode apagar essa imagem da cabeça. O especialista explica que o MMA precisa trabalhar a mente do aluno, por isso o ambiente tranquilo é fundamental. "Normalmente, as academias são claras, com as paredes brancas e contam apenas com um som ambiente. As crianças falam baixo e precisam respeitar as aulas, já os mais velhos são proibidos de falar palavrão e devem evitar qualquer brincadeira agressiva", diz Uelber.

Corpo e mente
A aula começa com um grande alongamento, depois passa pelas técnicas de arte marciais e termina com mais uma série de alongamento e uma seção de conversa com os alunos. "O alongamento é essencial para preservar a saúde dos músculos, evitando lesões. Depois, há a execução de movimentos de determinada arte marcial, de acordo com a capacidade de cada aluno, podendo ser corpo a corpo ou só com equipamentos. Finalizamos a aula com uma conversa com alunos para explicar os ensinamentos do dia, frisando a importância da disciplina nas aulas", explica o profissional.

O treino ensina defesa pessoal e contribui para a tonificação dos músculos.

Mande o estresse embora
Outro benefício central da aula está na dose de bem-estar que ela proporciona. De acordo com o professor Ueber Soares, os alunos saem da aula aliviados e cheios de disposição. "Muitos chegam cansados e estressados com o trabalho, estudo, relacionamentos, entre outros fatores. Os golpes executados acabam liberando a adrenalina acumulada, o que reflete no bem-estar do atleta", explica Uelber.

Para eliminar os quilos extras
Se a ideia é perder peso, o MMA pode ser um grande aliado. Dependendo da intensidade da aula (de 1hora e meia) a queima de calorias pode resultar em até 1000 calorias. "Comecei a lutar MMA para deixar a vida sedentária de lado, os treinos são fascinantes. Um dos principais benefícios foi o condicionamento físico e a perda de peso. Em 4 meses de treino, eu perdi 15 quilos", conta o aluno da academia Luiz Fernando Secco Ricordi.

Sem contra-indicação
Claro, que a autorização médica é essencial, mas de acordo com o professor e especialista em MMA, todo mundo tem espaço no treino, inclusive mulheres e a turma da terceira-idade. "Tenho um aluno de 70 anos com enfisema pulmonar, que adora as aulas e deseja melhorar seu condicionamento físico. Também tenho alunos com problemas psicológicos que fazem das aulas uma verdadeira terapia", conta.

Condicionamento físico
Quem deseja melhorar o condicionamento físico pode conquistar resultados excelentes com o treino. "Começamos respeitando os limites individuais de cada aluno. Com o tempo, vamos intensificando as seções de exercícios, assim a conquista por um ótimo condicionamento físico vai aparecendo", explica o professor.

"Em 4 meses de treino, eu perdi 15 quilos"

Um lutador profissional
São esses treinos que iniciam a preparação de um lutador profissional, como Bruno Steigerwald. "O mundo do MMA profissional foge do que a maioria das pessoas acredita. Não existem brigas, mas sim lutas. O respeito é um ponto forte do esporte, tudo acontece apenas dentro do ringue", diz.

Bruno explica que a divulgação do MMA pode ser um ponto positivo, tanto para os lutadores brasileiros, que são os principais campeões nas categorias, tanto para as pessoas que podem se beneficiar de uma modalidade completa. "O MMA trabalha o corpo e a mente e, se as pessoas conhecerem mais o esporte, consequentemente aproveitariam melhor todas as vantagens que ele proporciona", diz.

Uma lição para os adolescentes
Dentro de uma aula de MMA a disciplina é uma das exigências. "Ensinamos as técnicas e defesa, mas também acontecem momentos teóricos onde enfatizamos que estamos treinando um esporte e não fazendo uma aula para incentivar a violência e a agressão nas ruas", explica o professor Uelber Soares.

Fonte: Yahoo minha vida.com.br